Finanças: é hora de planejar!

 

Nem precisa dizer que o cenário do nosso país não é dos melhores, né.  Só se fala em corrupção, aumento dos juros, aumento da energia elétrica, aumento da passagem de ônibus, lava jato e por aí vai. Parecia que estava tudo indo muito bem, e de repente voltamos ao velho Brasil.

Não queremos aqui resolver esse problema, pois nem dá para arriscar se envolver nesse assunto. Mas, dá para tentar diminuir os reflexos negativos desse momento, equilibrando as contas, economizando daqui e dali, até que as coisas fiquem melhores. Seguem aqui a dica de uma ferramenta:  www.organizze.com.br

  • Estabeleça o dia D

Antes de receber o salário estabeleça um dia para colocar as suas contas na ponta do lápis, primeiro coloque as contas fixas respeitando a data de cada uma para evitar os juros que estão “o olho da cara”. Depois as contas variáveis aniversários, roupas, entre outros. Lembre-se que dinheiro de limite não é o seu dinheiro e pode ter certeza que o banco irá cobrar caro para te emprestar. Reserve pelo menos de 10 a 15 por cento por mês do seu salário para uma reserva. Assim você não corre o risco de passar por dificuldades quando acontecer algum problema. Existem excelentes ferramentas gratuitas que pode te ajudar nisso.

  • Equilibrando as contas

Se você já está gastando mais do que ganha, então está na hora de rever todos os seus custos.  Lembre-se que depois que seu nome sofrer algum tipo de restrição de crédito, tudo ficará mais difícil e os bancos não dão crédito para quem está com o nome sujo. Por isso, antes de se endividar nos cartões tentando cumprir com seus compromissos, separe as suas prioridades do que é supérfluo e negocie com seus credores.  Levante o montante que você precisa para equilibrar as suas contas e viver com o que ganha. Depois, vá ao banco e converse com o seu gerente, normalmente eles têm linhas de crédito com juros mais baratos e com um prazo bem mais aceitável para que você consiga viabilizar suas contas sem tornar a sua vida um inferno.